Compulsão alimentar pode estar relacionada com as escolhas alimentares?

Sim, de fato as crises de ansiedade que desencadeiam alterações alimentares para mais quantidade de alimentos ou para menos, podem ter uma origem alimentar.  Compulsões alimentares são precedidas por intensa ansiedade, depressão, comportamentos obsessivos-compulsivos e desregulação emocional, que podem levar uma pessoa desde a magreza extrema até a obesidade.

Sem dúvida fatores externos como medo, estresse, fatores hereditários, experiências psicológicas, de vida e familiares são contribuintes para transtornos alimentares. No entanto, podem ser potencializadas por uma alimentação deficiente.

A ansiedade é mediada pela maior ou menor biodisponibilidade de alguns neurotransmissores no Sistema Nervoso Central, e sua desregulação se dá pela falta de precursores dietéticos, bem como as situações externas, colocadas  acima.

Neurotransmissores são compostos químicos que passam mensagens entre os neurônios, possibilitando a comunicação entre si e o restante do corpo. A maioria dos neurotransmissores é produzida a partir de precursores da dieta de um indivíduo.

 

Entre os neurotransmissores existentes,  a serotonina (5-HT),é  responsável pela regulação do humor, comportamental dos impulsos, e da saciedade.

O triptofano é um aminoácido essencial, portanto dependente exclusivamente da dieta, e advém de fontes vegetais e animais como: leite, ovos, carnes, frutos do mar, cereais integrais, batata, couve-flor, berinjela, soja, banana, kiwi, brócolis, tomates e nozes.

 

A restrição alimentar ou episódios de compulsão alimentar podem transformar o triptofano em vários aminoácidos neutros plasmáticos, que, por sua vez, reduzem o triptofano disponível para o cérebro, resultando em mudanças na síntese e libertação de 5-HT (serotonina), causando ansiedade.

Parece contraditório, no entanto as escolhas alimentares também são imprescindíveis para o controle da ansiedade, e consequentemente dos episódios de transtornos alimentares como a compulsão alimentar.

Com isso, vale ressaltar que pessoas com ansiedade têm como possibilidade agregar suplementação de triptofano em cápsulas à dieta, e garantir assim, a parte que cabe à transformação em serotonina no Sistema Nervoso Central.  Consulte um nutricionista para avaliação e necessidades individualizadas.

1 comentário em “Compulsão alimentar pode estar relacionada com as escolhas alimentares?”

Deixe uma resposta